sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Gainsburger

Hoje apresentamos alguém com a particularidade de ter germinado no culto inspirador de uma música que agitou o sistema hormonal da juventude de 70. Charlotte Gainsbourg é fruto do inexplicável amor entre o engatatão malparecido Serge Gainsbourg e a bonita, mas de gosto duvidoso, Jane Birkin. Os dois copularam sofregamente em versão áudio no Je T'aime Moi Non Plus, fertilizando uma multifacetada artista, galardoada recentemente em Cannes com o prémio de melhor actriz, graças ao desempenho, também caliente, em Anticristo. Na obra, Charlotte também extravasa o mau gosto em cenas desnudadas com Willem Dafoe, outro rapaz extremamente bonito, com um trombil na linhagem do cantor-poeta Serge

1 comentário:

K.A.B.G. disse...

Adorei este Post!!! Adoro a Charlotte Gainsbourg!!! Ainda não tive oportunidade de ver a performance da Charlotte, mas, pelas entrevistas que ela deu a imprensa, deve ser muito interessante, porque ela é extremamente tímida e dum pudor doentio e sei que ela destapou-se neste papel...